sexta-feira, setembro 23

Os dois primeiros discípulos de Jesus




Antes de mais nada, pegue sua Bíblia e leia cuidadosamente o capítulo 1 do Evangelho de João.


Você já terminou de ler o capítulo 1 do Evangelho de João?


Deus não está brincando com você! Se você não leu, levante da poltrona, procure sua Bíblia e leia. Este não é um livro de ficção ou de histórias. É um guia de estudo bíblico. Se você já leu, vamos prosseguir.


João Batista foi um dos personagens bíblicos mais abençoados por Deus. A ele foi concedido o privilégio de anunciar a vinda do Messias e "endireitar o caminho do Senhor". Teve o privilégio de conhecer a Jesus pessoalmente e de batizá-lo na água para que se cumprissem as escrituras. Recebeu uma missão de Deus e cumpriu-a fielmente. Reconheceu o Messias que pregava, confessou-o com a própria boca e obteve a confirmação pela própria Palavra do Senhor.


As primeiras palavras do ministério de Jesus registadas por João foram proferidas neste contexto. Dois discípulos de João Batista seguiam o "Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo", por indicação do profeta. Os dois primeiros discípulos de Jesus foram de João Batista e começaram o seu discipulado seguindo-O. Você consegue colocar-se na posição deles? Alguém lhe indica o Messias, você começa a segui-Lo. Está caminhando pela estrada, não sabe para onde está indo, tem uma certa esperança, acredita em alguma coisa indeterminada mas poderosa. Inesperadamente o próprio Messias vira-se para você e pergunta "Que buscais?".


Não seja apressado em responder a esta pergunta, como foram os discípulos. Deixe-a entrar dentro de você. "Que buscais?". É Jesus quem pergunta. São as suas primeiras palavras para você. "Que buscais?". Pare de ler este livro novamente. Pare, pense, medite. O que você pretende com Jesus? Quais são as sua razões? Aonde quer chegar? Seja sincero com você. Decida qual é o seu objetivo. Qual o papel de Jesus em sua vida? Qual o seu papel na vida de Jesus?.


"Que buscais?" Uma pergunta que deve ser uma constante em sua vida.


"Que buscais" no trabalho? "Que buscais" na família? "Que buscais" no estudo? "Que buscais" no namoro? "Que buscais" no casamento? "Que buscais" no lazer? "Que buscais" nas conversas? "Que buscais" nas reuniões sociais? "Que buscais" nos canais de televisão? "Que buscais" nas bancas de revista? "Que buscais" nas ruas? "Que buscais" com seus olhos? "Que buscais" com seus ouvidos? "Que buscais" com suas mãos?


Responda a Jesus.


O ser humano está sempre buscando alguma coisa. É da sua própria natureza. Muitos não sabem o que procuram. Você sabe? Existe um ditado popular que diz: Quem não sabe o que procura, quando acha, não encontra. "Que buscais?" Defina-se com Jesus. Comece por guardar esta Palavra. Não é difícil. Guarde-a e tenha-a constantemente em seu coração. Deixe que Jesus lhe faça esta mesma pergunta várias vezes por dia. Responda a Ele e a você mesmo esta mesma pergunta várias vezes por dia. Defina-se com Ele. Defina-se por Ele.


"Que buscais?". Os discípulos não sabiam. Mas queriam saber, e ouvir a palavra do Cordeiro de Deus. Perguntaram onde isso seria: "onde assistes?". Se você também não sabe, ou se pelo menos não tem certeza, a resposta de Jesus é para você: "Vinde e vede." Guarde estas palavras! Para Filipe palavras semelhantes, mas mais comprometedoras: "Segue-me." Foram pois e ficaram com Jesus. Este é o verdadeiro discipulado. Nele o discípulo segue o Mestre. Vem, vê, escuta, aprende e segue. Não apenas aprender, mas seguir. Muito diferente de uma escola onde os alunos sentam-se em uma cadeira e escutam. Muito diferente de uma escola onde os alunos precisam ser apresentados ao professor.


Os discípulos não tinham certeza do que buscavam, mas Jesus sabia exatamente o que queria e a quem queria. Jesus já conhecia a fundo seus discípulos, antes mesmo de os ver, e deixou isto bem claro. Foi assim com Simão Pedro, foi assim com Natanael, e está sendo assim com você também. Jesus está olhando para você agora, neste momento. Com certeza Ele conhece a fundo o seu coração e as suas necessidades. Ele tem um plano de vida para você. 
"Vem e vê".


Ao chamar Natanael, Filipe começou por usar suas próprias palavras: "Achamos aquele de quem Moisés escreveu na lei, e a quem se referiram os profetas, Jesus o Nazareno, filho de José". A reação de Natanael foi o mais completo desdém: "De Nazaré pode sair alguma coisa boa?". Não adiantaram suas palavras Filipe! Use então as palavras do Mestre que você sem perceber gravou no coração: "Vem e vê". Não são suas estas palavras Filipe! Nem o milagre que elas operaram na fé de Natanael. Mas foi você o primeiro cristão a guardar e a repetir a Palavra viva do Salvador, e a presenciar o milagre que ela opera. "Vem e vê". A Palavra viva do evangelismo operando e se reproduzindo-se como bola de neve, sendo repetida por cada crente até o dia de hoje.


"Que buscais?" "Vem e vê". "Segue-me." Guarde estas palavras e veja o milagre que elas operam.


Pare novamente de ler. Agora que Deus começou a falar com você, fale com Ele também. Ore a Deus e peça a Ele que lhe abra o coração e o entendimento ajudando-o através do Espírito Santo a compreender e aceitar a Palavra que Ele tem preparada para você.


                         QUE BUSCAIS?


Já orou? Vamos então seguir a Palavra de Jesus. Abra novamente a sua Bíblia em Mateus capítulo 6 e leia os versículos 25 a 34.


Para seguir a Jesus, o primeiro passo a ser dado é desligar-se das preocupações do mundo. Enquanto estivermos demasiadamente ocupados com questões materiais, não teremos tempo para tratar do que realmente interessa.


"Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo mais do que as vestes?".


Precisamos ter tempo para Jesus. Bastante tempo, não pouco. Diariamente, não só aos domingos. Tempo para estudar a Palavra, tempo para conviver com a igreja, tempo para orar, tempo para pensar durante a rotina do dia sobre o que Jesus faria se estivesse em nosso lugar. Tempo para Deus. Tempo para estabelecer prioridades. Tempo para parar e decidir: "Que buscais?'. Sem tempo, é impossível. Deus nos deu um dia de vinte e quatro horas. Se dormimos oito horas e ficamos envolvidos com as preocupações do mundo as outras dezesseis horas, como teremos tempo para buscar o que é importante?


Pare novamente de ler. Reflita e organize a sua vida de modo a ter pelo menos meia hora por dia para dedicar-se a buscar o que é importante. Dispondo deste tempo estudemos na Palavra de Jesus, aquilo que deve ser buscado.


Já organizou sua vida? Continuemos nossa busca.


"...buscai, pois, em primeiro lugar o seu reino e a sua justiça..."


Você conhece o reino dos homens? Com certeza sim, pois você vive nele.


Você conhece a justiça dos homens? Talvez não tão bem quanto um advogado, mas você pode ter uma noção do que seja. E quanto ao reino de Deus? Você já o viu? E quanto à justiça de Deus? Será que é a mesma justiça dos homens? Talvez seja muita pretensão da parte de um homem julgar conhecer o reino ou a justiça de Deus. Mas pela Palavra de Jesus devemos buscar estas coisas, e em primeiro lugar, não em segundo.


Interrompa novamente sua leitura. Medite um pouco sobre o que você pode fazer para buscar o reino e a justiça de Deus, e qual a importância que esta busca tem para você.


O estudo da Palavra de Jesus é um estudo meditativo, introspectivo, e que só tem valor se for aplicado na sua vida. Pare, ore e abra o seu coração.


Seja Feliz


                                       Por Estudos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante!

É SÓ CLICAR EM Participar deste site:

MENSAGENS DO BLOG