sexta-feira, agosto 19

Pra que Julgar?






Julgar aos outros é tão fácil…  E como é difícil compreender, ter misericórdia, estender a mão…


É fácil demais olhar para o erro do nosso irmão e pensar: “ – Que absurdo! Como é que pode ele fazer uma coisa dessas? Não é convertido mesmo! Que falta de juízo…’
Mas e quando o erro é nosso? Ah, aí a gente pensa: “ – Sou humano. Errei porque não sou infalível. Sou falho e Deus tem misericórdia de mim.”
Como é comum julgar situações, pessoas, acontecimentos antes mesmo de termos certeza de qualquer coisa. A gente olha e julga. Pronto! Triste isso… Quem somos nós? Pior é que quando julgamos, condenamos também. Automaticamente.
Ser julgado é tão duro…
Se existe um erro mesmo ali, meu dever como pessoa de Deus é estender a mão e oferecer ajudar a quem errou. Não condena-lo, olha-lo com desprezo… E se aquela pessoa estiver sendo injustiçada? Misericórdia Senhor!  Então a gente compreende, ora por ela, ajuda…. Vamos pisar na cana quebrada? Acabar de jogar aquela pessoa aflita, que errou (ou que foi injustiçada) no fundo do poço? Somos irmãos, somos servos de Deus, filhos de Deus… estamos aqui pra isso, pra cuidar um dos outros. Vamos despertar pra isso!
‘Ah, meu Deus…Livra-me da hipocrisia, do desamor, dos olhos julgadores…Não dos outros, mas dos meus próprios. Porque quando sou julgada pelos outros, o Senhor me justifica, mas quando julgo ao meu irmão…Que coisa terrível estou fazendo.’
Só mesmo o Espírito Santo pra nos dar esse entendimento e nos ajudar a andar em compreensão, misericórdia e acima de tudo em amor.
 Vem Espírito Santo e completa a tua Obra em nós.


"Se alguém ouvir as minhas palavras e não as guardar, 
eu não o julgo; porque eu não vim para julgar o mundo,
e sim para salvá-lo..."
                                                     João12:47

Seja Feliz




                                     Por Cristão da Universal


Um comentário:

  1. Boa tarde, irmão,
    este texto aborrda a mais pura verdade: É muito fácil apontar o erro do outro e dfícil enxergar o nosso próprio erro.
    Que Deus tenha misericódia de nós.
    Abraços,
    Edenícia

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante!

É SÓ CLICAR EM Participar deste site:

MENSAGENS DO BLOG